[05-Dec-2018 16:07:33 UTC] PHP Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function add_action() in /home/g4tne7eenmo2/public_html/wp-content/themes/ritorna/inc/customizer.php:3 Stack trace: #0 {main} thrown in /home/g4tne7eenmo2/public_html/wp-content/themes/ritorna/inc/customizer.php on line 3 [05-Dec-2018 19:45:53 UTC] PHP Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function add_action() in /home/g4tne7eenmo2/public_html/wp-content/themes/ritorna/inc/customizer.php:3 Stack trace: #0 {main} thrown in /home/g4tne7eenmo2/public_html/wp-content/themes/ritorna/inc/customizer.php on line 3 [07-Dec-2018 08:41:18 UTC] PHP Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function add_action() in /home/g4tne7eenmo2/public_html/wp-content/themes/ritorna/inc/customizer.php:3 Stack trace: #0 {main} thrown in /home/g4tne7eenmo2/public_html/wp-content/themes/ritorna/inc/customizer.php on line 3 David Fonseca - Between Waves. [download: mp3] » seteventos Skip to content

David Fonseca – Between Waves. [download: mp3]

David Fonseca - Between Waves

David Fonseca - Between Waves
Tarefa não muito fácil a de David Fonseca de conceber o sucessor de Dreams In Colour, disco lançado em 2007 que arrebatou público e crítica. Sempre que um cantor ou banda é alçado à consagração ao lançar um álbum considerado impecável, apresentam-se os dilemas inevitáveis: encarar ou não a nova empreitada como uma tentativa de superar ou ao menos igualar o feito anterior? E quanto a manter ou não a sonoridade desenvolvida com sucesso?
As respostas às perguntas acima parecem vir de imediato, mas a verdade vai se revelando ao longo de audições mais cuidadosas. Assim, a primeira vista, “Walk Away When You’re Winning” e sua enorme energia do vocal, da bateria, da gaita, do violão e da guitarra conduzidos em uma procissão de melodiosos riffs e seguidos por muitas palmas, metais e backing vocal no trecho final, “There’s Nothing Wrong With Us” e seu xilofone hiperativo, sua bateria que entra de forma cada vez mais massiva e cadenciada, suas sintetizações insaciáveis e sua guitarra de riffs breves, que vibra simulando harmonias vocais, todos sendo silenciados para retroceder e retornar para um breve prólogo sonoro com o dobro de volume, e “Owner of Her Heart”, que ressalta o caráter faiscante de seus múltiplos riffs de guitarra e das intrépidas vocalizações que lhe fazem parceria e compõe o refrão que também introduz a canção e ganha até a companhia de um desatinado saxofone na transbordante sequência final são todas músicas que parecem não diferir em estilo de outras já compostas por David, porém nelas o artista português investe mais consideravelmente em um abarrotamento sonoro que persiste por mais tempo nas melodias – alguns ouvidos podem ficar um tanto fartos disso, mas ao longo de mais audições a sonoridade mais maciça vai entrando em acordo com os tímpanos alheios, que é exatamente o caso de “Morning Tide (I Just Can’t Remember)”: no início soando esdrúxula com seu compasso curto dos instrumentos, conduzido pelo tilintar ligeiro do xilofone e de uma programação intencionalmente amadora e nostálgica ao fundo, com algumas audições mais adiante a faixa cresce pouco a pouco a ponto de a emoção planejada por David acabar tornando-se clara ao derramar-se nos sentidos, muito por conta da latinidade melancólica do arranjo de metais que usurpa a melodia e a transmuta para o abarrotamento sonoro que é característica de grande parte das canções do disco.
Mas para os que estão acostumados à tradicional flexibilidade de David Fonseca, há faixas com sua emblemática pegada rock dançante, tanto quando há baladas de partir o coração e fazer qualquer um sonhar se jogar do Empire State Bulding de braços abertos gritando os versos até o impacto final. Integrando o primeiro perfil sonoro, “Stop 4 A Minute” provoca em quem a escuta uma desatinada vontade de dançar ao som dos “ah-hãs” e “hums” que dão partida na melodia, repleta de caudalosos riffs e solos de guitarra, com um trabalho esplendoroso na bateria e um potente vocal com o qual o cantor português testa os limites de sua verve rockeira. Já “It’s Just A Dream” representa com toda propriedade a faceta conhecidamente romântica de David: depois de uma introdução climática onde guitarra, violão e bateria encadeciam-se conjuntamente em acordes pujantes, encontramos David entoando os versos em um clamor comovido por compreensão e afeto que prossegue em um crescendo arrepiante até que a melodia é concluída exatamente como começou, novamente tomando de assalto os ouvidos e lançando-os em um epílogo sonoro emocionante – a canção é tão tocante que ela dificilmente sai da cabeça, atacando os sentidos inesperadamente a qualquer momento e em qualquer lugar. Apesar do que diz o título da faixa que encerra o disco com uma balada guiada por um violão, laceada por uma bateria ritmada em compasso firme, alguns acordes leves na guitarra e no orgão e um solo de gaita, “This One’s So Different”, “Between Waves” não é assim tão diferente. No conjunto, este novo disco traz apenas algumas ondas desconhecidas dentro do oceano sonoro tão familiar aos fãs do cantor português – o que, de modo algum esteja eu querendo dizer que seja ruim. Ao contrário, ao procurar permanecer nesse “entrelugar”, como já indica o título do disco, mergulhando apenas um pouco mais fundo, sem nunca perder de vista a segurança da praia logo atrás, David Fonseca estabelece para si e para seus ouvintes uma mudança apenas sutil em sua musicalidade, certamente procurando nunca ferir sua tão fabulosa proposta pop/rock – e qual seria a necessidade de mudá-la tão radicalmente, visto que ela é tão boa, não é mesmo?

rapidshare.com/files/379786204/david_-_between.zip

senha: seteventos.org

4 Comments

  1. edd edd

    Parece que rock portuga não faz muito sucesso por aqui, já que ninguém comenta.
    Mas o rapaz é bom sim, A DO REI a versão dele para o clássico eltoniano Rocket Man no disco anterior. O que é bem verdade acabou tirando a atenção das músicas próprias do moço.
    Vou conferir este logo mais. 😀

  2. Não conhecia o trabalho, nem mesmo o artista David Fonseca, mas através do seu blog pude conhecer e apreciar seu trabalho.
    AMEI tanto este album que fui atrás dos outros, bem como do dvd com o show dele.

    Tks pela dica, e gosto muito de suas críticas.

    Sucesso!

  3. Titio Titio

    Gosto bastante do Silence 4. O David está fazendo um grande trabalho. Aqui no brasil não é divulgado. Só isso. Se fosse, aposto que teria mais fãs. Bem, estou gostando do trabalho dele. Mas ainda prefiro o Silence 4. Porém a vida continua…

  4. Traveller Traveller

    David Fonseca e os Silence 4 tem um especial carinho para mim. Foi graças aos Silence que nasceu um grande amor que ainda dura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *